É possível perdoar uma traição?


Estamos permanentemente a viver oportunidades de aprendizagem e crescimento a partir das nossas escolhas. Quando não as realizamos de forma consciente e em sintonia com a nossa verdade interna, isto reflecte-se externamente, no nosso corpo físico, nos nossos relacionamentos e em todas as situações em que vivemos. As mais complicadas dizem respeito á nossa situação amorosa.
As traições nos relacionamentos nunca acontecem à toa. Apontam sempre para uma situação subjacente, essa sim o foco da minha atenção ao se lidar com a traição. A responsabilidade nunca é exclusivamente do "traidor". Ele pode ter sido o agente activo, mas o "traído" é também agente, ainda que passivamente.
Ao vivenciar uma traição é importante que, apesar de toda a dor, se encare conscientemente a situação. A principal pergunta  que nos surge sempre não é "Porque é que ele(a) fez isto?" ou "O qué que eu fiz de errado?", mas "O que esta traição mostra sobre mim? Que questões minhas estão envolvidas na situação?". 
Algumas pessoas conseguem, para outras já é mais difícil.. Mas devemos de evitar a armadilha de culpar o outro ou nós mesmos, pois isto também significa nossa negação e fuga, apara além de agravar  a situação. 
Uma vez detectada a questão, devemos de assumir a responsabilidade, ver e aceitar a situação como ela realmente é. Nunca gostei de ficar com o papel de vítima ou de culpada, e quando isto me aconteceu, comprometi-me comigo mesma em ver e aprender efectivamente a lição implícita na situação. Algumas pessoas procuram ajuda terapêutica ou a ajuda de um profissional.. Não importa qual o caminho escolhido, mas quando realizamos este compromisso, devemos de concretiza-lo em acções e transformações necessárias.
Perdoar uma traição significa antes de tudo, perdoarmos a nós próprios: aceitar a nossa verdade e assumir o nosso aprendizado na situação. Só assim somos capazes de ver a verdade do outro e assim, perdoá-lo. Se isto significa que vai haver reconciliação ou não, não importa. Sem o auto-perdão, a lição que a traição veio mostrar continuamos a não aprender.. A raiz da traição continua não resolvida dentro de nós, e futuramente mostrará-se novamente noutra situação desagradável, ou até mesmo noutra traição, seja com o mesmo parceiro ou com outro.
Entrar em contacto com a raiz da traição dentro de nós pode ser extremamente doloroso. Se até o momento houve negligência em relação a estas questões, bem provavelmente elas não devem ser fáceis de serem encaradas. No entanto, por mais doloroso que seja o processo, devemos de mergulhar e libertar. Encarar as  lições ao invés de mascarar a dor. Ir directamente á questão principal e resolver não só a traição, mas todas as situações que antes dela vieram. Libertar para vivenciar um futuro com novas experiências mais agradáveis.
  E voçês o que acham?

8 comentários:

  1. Pode-se tentar perdoar, mas nunca se esquece... o que acaba por se reflectir na relação, que nunca mais volta a ser a mesma. E a confiança? Nunca mais é a 100%!
    Conclusão, para mim não resulta perdoar traições!

    Quando se ama, não se trai. Ponto final!

    Mas cada pessoa pensa e sente de forma diferente. Admiro quem tem a capacidade de perdoar e continuar a amar sem ressentimentos...

    ResponderEliminar
  2. Na minha opinião se tudo estiver resolvdo dentro de nós, haverá sempre um melhor caminho.
    Não basta dizer "tudo bem!" e depois ficar-se a remoer por dentro e pior a massacrar o outro. Digo isto porque conheço um caso em que ela disse que estava tudo bem (porque ainda estavam em vias de, nada sério) e após terem começado uma relação séria ela massacrava-o com piadas e cenas desagradáveis.

    Para mim se é para perdoar que se ponha tudo para trás, se assim não for o caminho não poderá ser em conjunto!!

    ResponderEliminar
  3. E já agora estou sim no 3º ano!
    Completamente finalista!!! =D

    ResponderEliminar
  4. Concordo com a Just Me...quem gosta não traí...não vem no meu dicionário..

    Sorry.

    Kiss!

    ResponderEliminar
  5. Eu acho que depende da personalidade de cada um e acho que só vivendo esse momento é que sabemos ao certo se perdoa-mos ou não.

    ResponderEliminar
  6. Também concordo com a Just Me. Se eu não traio, não vou permitir que mo façam a mim. Traição é razão mais que suficiente para nunca mais querer nada com a pessoa em questão, por muito que se goste.

    ResponderEliminar
  7. Eu acho que é impossível perdoar e não acho que o problema seja sempre dos dois, por vezes é mesmo só de um que não consegue estar com uma só pessoa.

    O tempo cura muita coisa, mas mesmo que se perdoe acho que nunca se esquece.

    xoxo F.

    ResponderEliminar
  8. A traição é por culpa dos dois. Seja que motivo for, uma relação depende das duas pessoas para funcionar. A pessoa que traí e culpada por trair, mas a outra pessoa alguma coisa teve que fazer para isso acontecer, ou falta de interesse, ou mesmo afastamento. E só quem realmente ama é que perdoa, porque mesmo depois de ter sido traido acaba por perceber que tem medo de perder a pessoa...

    ResponderEliminar