Agenda do cabelo

Manter a periodicidade nos tratamentos para o cabelo tende a estabilizar 
as características dos fios e a deixá-los mais saudáveis, com brilho e sempre bonitos.
Se acham que o cabelo não está bonito ou não tem tempo de ir no salão de beleza, 
estou aqui para ajudar.
Aqui está um calendário capilar para não nos esquecer-mos de quando devemos de fazer cada tratamento.


DIARIAMENTE: PENTEAR OU ESCOVAR
  •   Quem acredita que escovar os cabelos é só uma questão de estética engana-se. Uma boa escovada diária, além de activar a circulação sanguínea do couro cabeludo, distribui o óleo natural do cabelo, que muitas vezes costuma ficar concentrado na raiz. Quem não tem tempo para escovar os cabelos diariamente pode optar por uma massagem profunda a cada três meses, o que irá proporcionar a estimulação da corrente sanguínea e a higienização do couro cabeludo.
  • Uma boa dica é jogar o cabelo para frente, inclinando-se, e penteá-lo assim durante um ou dois minutos. E dê preferência a um pente de madeira largo ou uma escova do tipo raquete (aquelas que têm cerdas só de um lado). Isto é importante para activar a circulação do couro cabeludo.
  • Lavar com champô específico e condicionador. Quem tem cabelo oleoso deve lavá-lo diariamente com um champô antirresíduos ou que equilibre o pH dos fios. Para quem tem cabelos mistos, é bom contar com um antirresíduos de vez em quando e um sem sal.
  • Já quem tem as madeixas ressecadas deve tomar mais cuidado nas lavagens. O ideal é usar champô sem sal e condicionador para cabelos secos apenas de dois em dois dias. O antirresíduos deve ser evitado ou usado somente uma vez por mês, para eliminar resíduos de sal, cloro, poluição e cosméticos. 

UMA VEZ POR SEMANA
  • Hidratar:  a hidratação nos cabelos deve ser semanal, com a realização de nutrição capilar. Este tipo de hidratação pode ser feito em casa, com um creme de tratamento que seja adequado às necessidades do seu cabelo e evite a quebra, comum em fios desidratados. Deixar o produto agir por 20 minutos, de preferência com touca térmica. Quem tem um cabelo oleoso deve também fazer uso de um champô de limpeza profunda, passando depois uma máscara hidratante do meio para as pontas.
  • Intercalar os champôs. Esta dica é mais indicada para os cabelos mistos, que precisam de se equilibrar.
  • Hidratar os fios mais secos. Cabelos ressecados pedem uma hidratação mais profunda, então nada de fugir do salão! A reposição hídrica é essencial. Já os mistos devem ser reidratados nas pontas e tratados com antirresíduos na raiz.    

DE 15 EM 15 DIAS
  • Fazer um peeling capilar. Anote isto na agenda se tiver cabelos muito oleosos ou com caspa. Esta esfoliação no couro cabeludo tem acção bactericida e regeneradora, pois remove células mortas. Também é indicada para cabelos ressecados, sem brilho e porosos, mas, nesses casos, a periodicidade deve ser diferente, com um tempo maior. 
UMA VEZ POR MÊS
  • Retocar a tinta. Raízes brancas definitivamente não caem bem. Faça a manutenção todos os meses para não perder o tom desejado e a uniformidade das cores. O cabelo ficará muito mais brilhante e até macio depois do retoque. 
  • Cortar. O cabelo cresce entre um e dois centímetros por mês. É importante tirar aquelas pontas ressecadas, quebradiças, desiguais e queimadas de sol. Uma vez ao mês as pontas dos cabelos devem ser aparadas, o que irá determinar a manutenção do corte. Se o seu cabelo demora mais a crescer ou é muito longo, passe a tesoura de três em três meses, pelo menos. Que tal dar uma nova vida ao seu corte, ou mesmo um novo estilo?

A CADA 3 MESES
  • Cauterizar ou queratinizar. A cauterização e a queratinização, tratamentos de choque feitos no salão, são ideais para devolver a maciez, a força e o brilho aos cabelos, acabando com aquele aspecto quebradiço e "espigado". A queratina ajuda principalmente os mais ressecados, agindo mais profundamente que as hidratações normais. A cauterização é uma espécie de plástica capilar e serve para fixar as ceramidas dos fios, fechando e protegendo as cutículas.  
  • Escova progressiva. Costumam durar de 30 a 40 lavagens. Por este motivo, após três meses o cabelo já e precisa de uma "repaginada" para permanecer com menos volume e ondulações. Como o efeito é progressivo, ao manter a frequência e o intervalo de três meses entre uma escova e outra, as madeixas ficam cada vez mais lisas.  
A CADA 6 MESES
  • Escova definitiva. Quem é adepta da escova definitiva ou japonesa precisa de retocar a raiz com esta frequência. É indicada a manutenção, a cada seis meses, de qualquer tipo de alisamento fios à base de tioglicolato de sódio. Como este procedimento é mais forte e não costuma ser barato, cinco ou seis meses (dependendo do tipo de cabelo) é o tempo ideal para se esperar. No caso de fios que nascem bem cacheados ou crespos, o visual fica melhor se a raiz for alisada em menos tempo, de três em três meses, por exemplo.  
Até lá, hidratação nela!  

2 comentários:

  1. E há alguma maneira de fazer um peeling capilar em casa?

    ResponderEliminar
  2. ai que eu tenho tanto que hidratar! :P não faço metade do que escreveste...mas fiquei empolgada para tratar melhor dele! ;)

    xx
    su.

    ResponderEliminar