Mayday - Desastres Aéreos Equipa De Hóquei Do Lokomotiv

Mayday - Desastres Aéreos:  é uma das maiores séries documentais, que revela os detalhes das investigações levadas a cabo aquando dos mais famosos e terríveis acidentes de avião, muitas vezes com a descoberta de erros que poderiam ter mudado por completo o rumo das histórias. Para desvendar as verdadeiras causas dos desastres aéreos, a série reconstrói o medo caótico que se gerou entre os passageiros, os esforços nos cockpits, nas cabines e nas casas das máquinas, bem como as tentativas desesperadas das equipas de solo para evitar estas catástrofes. As simulações fiéis dos documentários baseiam-se nas gravações de vozes recuperadas, nas transcrições das transmissões via rádio e nas reportagens de investigação. Com ajuda de notícias, entrevistas a testemunhas e grafismos computorizados, ‘Mayday: Desastres Aéreos’ consegue destacar as questões de segurança que estão no centro das controvérsias da indústria dos transportes. Nesta série descobre-se e investiga-se os detalhes que podem estar por detrás de alguns dos mais terríveis e catastróficos desastres de avião da história mundial. 


Ontem vi o episódio: Mayday, Desastres Aéreos: Equipa De Hóquei Do Lokomotiv, e hoje é sobre ele que eu vou falar! Na Rússia o Hóquei em Patins é um desporto muito importante assim como cá em Portugal é o futebol. A Equipa de Hóquei Do Lokomotiv seguia num avião Iakovlev-42 e ia fazer uma viagem de 2h para Minsl na Bielorrúsia para participar num campeonato nacional que iria começar um dia depois da viagem onde iria defrontar o Dynamo Minsk, em Setembro de 2011.
A pista de aviação tinha 3KM, era suposto o avião levantar voo assim que atingisse o 1KM á velocidade de 210/220 KM/H, mas não foi isso que aconteceu. O avião percorreu os 3KM da pista sem conseguir levantar voo ainda passou o final da pista, andou mais um bocado e levantou voo, só que o voo não durou muito tempo, porque assim que levantou despenhou-se a 1KM dali num rio. O que vos estou aqui a contar é o resultado da investigação feita, depois de ver o programa pesquisei pelo google sobre o acidente e nenhuma notícia tem esta informação. Iam 45 pessoas no avião, sendo a maior parte os jogadores da equipa, mais um mecânico do avião e a tripulação. Sobreviveram 2 pessoas,
Alexandre Galimov, avançado do Lokomotiv de Iaroslavl e da seleção russa de hóquei no gelo, e o mecânico Alexandre Sizov, ambos seguiram para o hospital e foram colocados em coma induzido. O jogador acabou por falecer 2 dias depois do acidente por ter 80% do corpo queimado. O mecânico tinha 15% do corpo queimado e uma fractura na anca e foi o único sobrevivente deste acidente fatal que levou 44 pessoas. Os investigadores colocaram várias hipóteses para o avião não ter levantado voo, uma delas foi o excesso de peso por parte da bagagem, descobriram que a companhia não tinha pesado a bagagem só calcularam e esta podia ter sido a causa, mas depois concluíram que o peso total da bagagem era inferior ao máximo permitido, esta hipótese ficou posta de lado. Uma falha nos travões também podia ter originado o acidente, e depois de muito investigaram descobriram que da mesma companhia já tinham existido 4 acidentes com falhas nos travões mas afinal estava tudo bem com os travões, com os motores e a causa mesmo foi um erro humano. No cokpit seguiam 3 pessoas, o comandante mais um piloto (e o outro não me lembro o nome), o comandante apesar de mandar naquele avião ficou "inibido" por uma ordem que o outro piloto deu, este era o comandante da companhia, o cargo era "superior" ao comandante do avião, e o comandante ia para abortar o voo quando o "outro" lhe pergunta o que ele está a fazer e o comandante do avião suspende logo a abortagem e continua a tentativa de levantar o avião. Será que perceberam? No programa ouve-se as vozes deles, as caixas negras também foram recuperadas. Segundo os investigadores um dos erros foi aqui na "troca de palavras", apesar do comandante da companhia/serviço ir no avião era o comandante do avião que tinha que ter tomado a decisão, é uma coisa que não se discute, e ali ele fez o contrário seguiu uma indicação quando devia apenas ter continuado a abortagem do voo.. Mas a causa mesmo da queda do avião foi o acionamento do travão por parte de um deles, os investigadores descobriram que um dos pilotos sofria de uma doença e estava a perder a sensibilidade nas pernas, o avião não levantava porque tinha o travão a ser accionado, e acabou por levantar devido á velocidade que tinha atingido, mas não chegou, e isto foi o crucial! O nariz do avião ficou como se "colado" á pista de aviação, ao tentarem colocá-lo para cima ele subiu nos céus mas acabou por cair com o nariz para baixo. Claro que falta contar aqui muitas coisas, o piloto também estava habituada a conduzir outro avião do mesmo modelo mas mais antigo e os investigadores viram que o travão de um avião para o outro era diferente, o piloto acabou por assentar o pé no travão como se tivesse no avião mais antigo, e o facto de estar a perder a sensibilidade não o permitiu ver o "erro" que estava a cometer! A comissão responsável pelo inquérito ao acident denunciou também "defeitos graves" na preparação dos pilotos e a "ausência de controlo" dos seus treinos por parte da companhia aérea.

 
Eu aconselho a verem o episódio, eu vi ontem, se forem às gravações automáticas da meo conseguem ver, eu fiquei um pouco triste com a situação e com mais medo ainda. Todos os programas que tinha visto até agora falavam de desastres aéreos antigos dos anos 90 e no período antes. Nós sabemos que nessa altura não havia a evolução que há hoje, o Mundo evoluiu muito e a tecnologia também. Algumas causas dos desastres aéreos são falhas da mecânica do avião, outras são causadas por erro humano. A minha ideia era que os acidentes aconteciam por ainda não existir a dita "evolução" por ainda se saber pouco mas com o tempo foi-se aperfeiçoando. Mas estava redondamente enganada..
Quase 2 anos depois, esta é uma homenagem para Eles!


1 comentário: